segunda-feira, 25 de julho de 2016

ENTUPIU


ENTUPIU. Como uma antiga namorada minha gostava de dizer... Ela gostava quando eu enchesse o rabo dela de leite até transbordar, ela dizia com seu sotaque mineiro "Entope amor, entope..." E quando entopia ela dizia "Entupiu amor, tá transbordando". Foram bons momentos. Quem não gosta de encher um rabinho de tanto leite a ponto dele começar a vazar?

sexta-feira, 15 de julho de 2016

SOCIEDADE SECRETA DE SEXO PROIBIDO - O INICIADO

Marcos é um cara que descobriu através da internet que havia uma sociedade secreta de sexo proibido, ele só sabia que os membros dessa ordem transavam de olhos vendados e que somente os membros de alto grau usavam máscaras e poderiam ver e participar das ações. Mas o fato de ser proibido já despertou seu interesse por coisas novas em se tratando de sexo, e contou com a discrição da sociedade em si. Inscreveu-se para tentar tornar-se um membro dessa ordem, e logo de cara, uma mulher do membro respondeu seu e-mail e a partir daquele momento esta mulher seria sua tutora e iniciante nessa ordem.

Os dias passaram até que chegou o grande dia, o dia de ser iniciado nessa ordem, no dia marcado, Marcos espera no local combinado, quando chega um carro preto de vidro fumê, na qual o Motorista e sua acompanhante usavam uma máscara. Ao entrar no carro, Marcos foi vendado com um capuz, mas a todo momento, foi acalmado por uma mulher da ordem. O local do encontro da ordem era secreto. Chegando lá, Marcos tira o capuz e foi vendado. Foi-lhe dito que se ele retirasse a venda ou tentasse de alguma forma ludibriar a venda, ele se arrependeria pelo resto da vida dele. Marcos respeitou, queria muito fazer parte daquilo e manteve-se vendado.

A mulher que veio para fazer sexo com ele, e foi a que recebeu o e-mail e seria a tutora da iniciação dele, era nada mais nada menos que sua irmã mais velha, que já fazia parte da ordem há muito tempo. O sexo que eles fizeram foi memorável. Marcos nunca tivera um tesão tão forte e um gozo tão forte que estremeceu as pernas. Ao final da transa ele caiu sentado no sofá e não conseguia ficar de pé, em êxtase. Essa transa de olhos vendados foi o auge sexual da vida dele. Mal sabe ele que praticou tal ato com a irmã mais velha. Esse é um fato que Marcos ainda levaria muito tempo para descobrir, mas essa é uma outra história.








domingo, 10 de julho de 2016

VIZINHANÇA FODA

"Nossos meninos se divertem brincando com os amiguinhos do nono andar quando começam a ouvir gemidos altos no apartamento ao lado. A mãe deles comenta baixinho comigo: “Esse vizinho vive trazendo mulheres pra cá e não tem hora…” Os meninos riem e se cutucam - doce inocência: nem suspeitam que a voz que geme no apartamento ao lado é da mãe que eles tanto amam gozando no pau de um dos vários amantes que ela tem no prédio."

Via Tumblr.


video

O texto vinha junto com o vídeo acima, se é verdade, não cabe confirmar, mas que a história é empolgante e safada ah se é. rsrs...

E aí, vocês tem muitos amantes nos prédios ou nas casas vizinhas? rsrs... Anda catando o pai do amiguinho do seu filho?

Conte-nos sua história no e-mail ai do lado. rsrs...

quinta-feira, 7 de julho de 2016

FUDEU ATÉ OS 9 MESES

"FUDEU ATÉ OS 9 MESES, ELA NÃO SABE QUEM É O PAI E O CORNO VAI ASSUMIR A CRIANÇA SOZINHO"

Foi assim que recebi a chocante notícia de que um amigo do meu pai, um corno com galhada maior que o dos maiores cervos da natureza, foi ao fundo do poço. Segundo a história, o cara que é endinheirado e só gostava de ficar com meninas novas, arrumou essa menina e ela pariu 3 filhos, veja, 3 filhos que não é dele, eram de outros machos. No 3º filho, ela abandonou as crianças para o corno cuidar. "Fugiu" com outro cara endinheirado.

 Não. Esta não é a mulher que eu descrevo como a grávida. Apenas roubei a foto do Google.

Outro dia eu li, acho que foi no Tumblr sobre uma mulher falar que algumas mulheres tem esse desejo de fazer sexo com vários homens diferentes, sejam tudo junto ou um por vez, mas que não suportaria montar numa rola só. É como uma força da natureza, uma mulher "Alfa" que vai meter com outros, te botar galhada e ainda por cima, vai te dominar como um cão manso. Acredito nessa natureza selvagem sim. Oras... Se tem os machos alfas, porque não mulheres alfas por ai. Mulheres que querem homens que fodam do jeito que elas querem ser fodidas e não fodidas por um homens sem colhões que se sustenta na grana que tem. Oras... Uma mulher dessas quer uma rola grande e vistosa e que a deixe sem prumo, que a enlouqueça, até que ela enjoe e vá procurar outra rola. Acho lindo essa natureza. Já tive com algumas mulheres por ai na vida que são assim e foram sexos muito fortes pra mim. Eu que me considero um macho alfa (Porque eu não gosto de dividir atenção das mulheres) entendo perfeitamente o desejo de uma mulher alfa. Na Gang que participei ano passado tive o vislumbre de uma mulher alfa, transando na frente do marido com 4 caras, e a exigência dela foi que todos trouxessem exames de DST's, porque ela queria transar sem camisinha para enchê-la de leite. E o pior é que foi a 1º vez que ela fez isso e fez sem o consentimento do marido, na hora H, ela falou para todos dispensarem a camisinha que queria leite na buceta, o marido ficou branco, quando tentou falar algo, ela disse para ele voltar para o canto do quarto e só observar sem interferir, porque se ele fizesse isso, ela iria mandar ele esperar no carro que estava na garagem do motel. Cara... Aquilo foi como combustível de fogo e fudemos aquela mulher das 9h até as 19h, só paramos para fazer um lanche e eventuais banhos para limpar o suor. E o maridinho corno ficou lá, só lambendo os dedos no canto. No final da foda, quando todos entregamos nossos exames originais, ai que o corno foi entender. Aquele dia foi maluco demais.


segunda-feira, 4 de julho de 2016

PERDENDO O CABACINHO

Quando a gente é criança, principalmente homens é claro (O que não impede das meninas saberem destes assuntos também), que toda vizinhança tem aquela Vizinha Fogosa que gosta de arrastar os meninos para dentro de casa e tirar o cabacinho do moleque. Pois sim, na minha infância não foi diferente e veja, não foram apenas uma, mas várias que utilizavam esse artifício. Em um dado momento os meninos se reúnem na calçada e comentam como tal vizinha está vestida, se está safada ou não, se o marido é corno ou não e fantasiamos sobre algum dia ela chamar para ajeitar a TV ou qualquer pretexto para o ataque sexual. A 1º era uma senhora casada, que segundo apuramos, tinha um dos garotos da rua que ia todas as tardes na casa dela, ele entrava as 13h e por volta das 15h, mas o FDP nunca falava o que se sucedia lá dentro, limitava-se a dizer que ia mexer no computador, pois em conversa com a mãe dele, a vizinha deixava ele ficar a tarde na casa dela mexendo no PC (Naqueles tempos ninguém tinha PC) e como a Vizinha e a mãe do menino era muito amigas, essa era a história oficial. Teve a 2º que morava na rua de baixo, essa era descarada, mas não era a mãe e sim a filha que era mais velha e tinha um fogo tremendo, muitos carros paravam na frente da casa dela no período da tarde. As vezes entrava 2 ou 3 caras de uma vez só. Nossa... Isso fantasiava muito as nossas cabeças... Oras... Ia fuder é claro. Mas nunca chamou nenhum dos meninos. Cremos que eram rapazes do colégio dela. Até que teve o 3º caso. Reza a lenda de que a noite, essa senhora que era mãe de uma linda garotinha que todos queriam pegar, trabalhava como puta. Então, um belo dia, a filha foi para o colégio (Estudava na parte da tarde) e a gente chegou no portão e ficamos conversando um pouco com ela, e daí contamos que havia 2 vizinhas que sempre tinha certas atitudes suspeitas e entre conversa vai e conversa vem, a danada ficou excitada e perguntou se a gente era cabacinho. Oras... Todos éramos.. Então ela arrastou um dos meninos para dentro do portão, fechou o portão e os outros ficaram do lado de fora resmungando. Demorou 10min. e o coleguinha voltou branco... Ela tinha chupado ele e batido uma punhetinha. Veja, éramos garotos de 12 a 15 anos, não éramos mais inocentes. E um a um foi lá dentro para ter o mesmo trato. Na outra semana, os garotos estavam no portão da moça novamente e ela falou... "Garotos, não posso ficar fazendo isso toda hora... Vai que alguém descobre ou algum de vocês começa a espalhar?" E fizemos um pacto de silêncio para ninguém falar nada... Naquele mesmo dia a gente entrou todos juntos e subimos para a casa que ficava no andar de cima, onde ela ficou peladinha e com a buceta cabeludinha deixou que todos nós metêssemos a mão, até que eu arriei as calças e disse... "Quero meter". E ela pegou umas camisinhas na bolsa e distribuiu e cada um a pegou de frente, ela sentada no braço da poltrona e fomos fazendo um revezamento. Depois de gozar a gente tirava a camisinha, vestia as calças e ela nos enxotou cada um... Com um sorriso de safada. Isso aconteceu um monte de vezes, mas a gente não contava pra ninguém. Até que um dia ela arrumou um cara e depois se mudou. É... tivemos uma infância legal.

O vídeo abaixo retrata este momento, em que a vizinha, normalmente mais velha e safada, pega um novinho. rsrs...

E vocês já tiveram uma vizinha que tirasse o cabacinho? E as meninas? Já souberam de histórias parecidas? Já fizeram algo parecido? Não tenham medo de contar... Pode ser em Anônimo. rsrs...

video